skip to Main Content

Unidades escolares dão início a entrega de atividades obrigatórias

A Secretaria de Educação de Maringá iniciou a entrega das atividades obrigatórias para os 40 mil alunos matriculados na rede municipal de ensino, como parte do plano emergencial de aprendizagem não presencial. Ação dá sequência ao ano letivo, devido a paralisação das aulas presenciais como enfrentamento à pandemia. As atividades são planejadas de acordo com o cenário longe das salas de aulas e são alinhadas a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), exigida em todo país pelo Ministério da Educação (MEC).
Os materiais a serem enviados e a quantidade de atividades são definidos pela unidade escolar. Para a primeira semana, os alunos receberão tarefas das disciplinas de português, matemática, história, geografia, ciências, arte, educação física e inglês, acompanhadas por todos os itens necessários para o seu desenvolvimento, como lápis, borracha, apontador, régua, cola, tesoura e livros de literatura e livros didáticos.
“É uma realidade muito nova e diferente, mas é o que pede o momento para garantir a segurança dos nossos filhos. Vejo as atividades também como uma maneira de seguir em sintonia com a escola”, disse Franciele da Silva Moreira, mãe da aluna Gabriela, do 3º do fundamental da Escola Municipal Gabriela Mistral.
As atividades deverão ser devolvidas à unidade escolar, nesta 1ª semana, com prazo de 7 dias. A partir do dia 1º de junho, de 15 dias. Os professores de cada turmar realizarão as correções e darão o suporte necessário, com orientações via telefone ou qualquer outro meio apropriado.

A Secretaria de Educação de Maringá iniciou a entrega das atividades obrigatórias para os 40 mil alunos matriculados na rede municipal de ensino.
Aldemir de Moraes/PMM
Compartilhe:

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top