skip to Main Content

Pesquisadores visitam bairros para análise de disseminação do coronavírus em Maringá

Começará amanhã, 20, pesquisa de campo em bairros de Maringá para identificar disseminação do coronavírus na cidade. São 800 testes rápidos que visam preparar ações de prevenção contra coronavírus. Projeto é parceria entre prefeitura, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Unicesumar e Uningá. Levantamento será realizado quatro etapas. Cada instituição disponibilizará 5 equipes formadas por três pessoas. Portanto, 45 pesquisadores, entre servidores universitários e estudantes da pós e último ano da graduação de cursos da Saúde, farão a coleta de dados.

Equipes se reúnem no começo da manhã em suas respectivas universidades. Da UEM está agendada para  7h30 na frente do Lepac, bloco K10, na UEM. E saem para os bairros. Trabalho deve ir até final da tarde com cada equipe visitando entre 12 e 14 casas. Pesquisa será retomada em outra semana em regiões diferentes da cidade.
Pesquisadores são identificados com crachá e usam Equipamento de Proteção Individual (EPI). Como touca, avental, gorro, jaleco, máscara cirúrgica, face shield (escudo para rosto), pro pé e luvas. Dois últimos são descartáveis e trocados a cada visita. Equipes levam ainda kit para coleta de sangue numa caixa térmica, questionário e um termo de consentimento.
Equipe de geógrafos e estatísticos fez roteiro com número de residências por regiões da cidade onde os testes serão aplicados. De cada casa, um morador será escolhido para avaliação. Em caso positivo, todos da família serão testados, a partir da coleta de 10 microlitros de sangue obtido de picada na ponta do dedo. Resultado sai em 20 minutos. Se necessário, local será isolado e a família colocada em isolamento, controlado pela Secretaria de Saúde.
Chefe do Departamento de Análises Clínicas e Biomedicina e Coordenador do Laboratório de Virologia Clínica da UEM, Denis Bertolini, informa que metodologia já foi usada em pesquisa sobre dengue anteriormente. Mas é primeira vez que equipes vão até residências. Para ajudar na conscientização dos moradores, agentes de Saúde já passaram nas casas orientando sobre pesquisa oficial da prefeitura e universidades.
Equipamentos e materiais para pesquisa já estão prontos
Foto: Aldemir de Moraes / PMM
Compartilhe:

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top