skip to Main Content

Fluxo de atendimento na rede de saúde é adaptado para coronavírus

A Prefeitura de Maringá adaptou a rede de saúde para o enfrentamento da pandemia do Coronavírus. Mudanças estratégicas nas unidades fazem parte dos protocolos de segurança da Secretaria de Saúde para separar o atendimento de pacientes com coronavírus dos pacientes com outras enfermidades e evitar o contágio com o vírus.
A primeira estratégia foi destinar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte apenas para atender pacientes com sintomas de coronavírus. E transformar cinco UBSs em UPAs: Iguaçu, Mandacaru, Pinheiros, Policlínica Zona Sul e Quebec. Essas unidades atendem situações de urgência e emergência clínica ou cirúrgica como dor de cabeça, diarreia, vômito, dores no peito e dores musculares.
Já Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM) passou a atender exclusivamente pacientes da 15º Regional de Saúde, com exceção de Maringá, com sintomas suspeitos de coronavírus. O hospital possui área exclusiva para os pacientes acometidos por doenças respiratórias.
O Hospital Municipal foi adaptado para internamento dos pacientes com sintomas de  covid-19. A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) passou de 10, para 25 leitos readequados com box de isolamento, cama elétrica, ventiladores pulmonares e demais insumos e acessórios. Outros 52 leitos de enfermaria foram reestruturados com quartos individuais e duplos. A UPA Zona Sul tornou-se suporte de internamento dos pacientes atendidos nas cinco UPAS.
UPA Zona Norte atende pacientes com sintomas de coronavírus
Thiago Louzada/PMM
Compartilhe:

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top