skip to Main Content

Concentração dos casos confirmados está próxima ao Parque do Ingá e Bosque 2

Dados divulgados recentemente pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Maringá, aponta, entre outras informações,  que a concentração de casos confirmados de coronavírus está no centro da cidade e inclui áreas utilizadas com frequência para caminhadas, como Parque do Ingá e Bosque 2.
O estudo foi elaborado  pelo Grupo de Pesquisa Ambiente, Sociedade e Geotecnologias (Gepag), da UEM, liderado pela professora Valéria Lima e coordenador pelo professor Oseias da Silva Martinucci. O projeto que deu origem aos dados é financiado pelo Conselho Nacional de Pesquisa
 Medidas rigorosas foram adotadas pela Prefeitura de Maringá para desestimular a presença de pessoas nos espaços públicos e reforçar a importância do isolamento domiciliar. Parques foram fechados e ATIs isoladas, com fitas e cones. Fiscais posicionados em pontos estratégicos dos parques já orientaram sobre a importância do isolamento, sem muito resultado.
As medidas preventivas adotadas antecipadamente pela Prefeitura de Maringá e a persistência no isolamento refletem na menor taxa de incidência de casos confirmados em comparação comparado com outros municípios, como Cascavel, Curitiba, Foz do Iguaçu e Londrina.
Desde o dia 18 de março, quando foi publicando decreto suspendendo as atividades comerciais,  permanece a recomendação do isolamento social e distanciamento entre as pessoas como pilar das medidas de prevenção ao coronavírus.
Todas as ações adotadas pela Prefeitura de Maringá foram traçadas de forma estratégica, embasadas em estudos científicos e a partir de exemplos de outros países que resistiram em aplicar o isolamento social e hoje lutam para conter a transmissão do vírus.
Concentração dos casos está na área central da cidade, na região entre o Parque do Ingá e Bosque 2.
PMM
Compartilhe:

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top