skip to Main Content

Boletim epidemiológico detalha perfil dos casos de covid-19 em Maringá

Boletim epidemiológico detalha perfil dos casos de covid-19 em Maringá

O 15° boletim epidemiológico sobre coronavírus aponta que até 27 de junho Maringá confirmou 3.244 casos e 79,9% dos infectados se recuperaram da doença. Verifica-se que 53% dos atendimentos foram realizados na rede pública e 47% na rede privada. A taxa de positividade é 22,14%. Veja todos os detalhes do boletim aqui.
Os dados apresentam que todas as áreas de abrangência das Unidades Básicas de Saúde registraram casos positivos de coronavírus, com maior incidência na região da UBS Zona 06 (354,27 /10.000 hab.), seguido da UBS Vila Operária (210/10.000 hab.) e UBS Maringá Velho (120,34/10.000 hab.).
 
O sexo feminino apresentou 52,7 % das pessoas positivados e o sexo masculino 47,3%. A predominância dos casos positivos está nos indivíduos entre 20 a 59 anos de idade, correspondendo a 77,2 %, seguido das pessoas acima de 60 anos com 14,5%. As crianças de zero a nove anos correspondem a 3,7 % e nos adolescentes 4,6 % do total de casos.
Os sintomas mais recorrentes são tosse (56,63 %), dor de garganta (35,4 %), febre (32,79 %), coriza (31,31 %) e falta de ar (20,33%). Entre as profissões dos pacientes positivos para coronavírus em Maringá, destaca-se os profissionais da saúde com 14%, seguido dos profissionais da área administrativa com 9,6 % e desempregados com 7,9 % dos casos.
Incidência de óbitos para cada 100.000 habitantes, segundo Regionais de Saúde 
A regional de Maringá apresenta o menor índice de óbito para cada 100.000 habitantes, com coeficiente de 7,90, comparado com as regionais de Paranaguá (23,20), Metropolitana (22,50), Cascavel (21), Cornélio Procópio (20,20), Londrina (16,60) e Ivaiporã (14,70). Campo Mourão tem coeficiente de 13,30 e Telêmaco Borba 13,20.
Compartilhe:

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top